Conhecer o cooperativismo do Paraná e compreender o processo evolutivo, o contexto socioeconômico atual e a importância para o desenvolvimento do estado, esses foram os pontos de interesse que trouxeram os cooperados, colaboradores e a presidência da Cooperativa Regional de Cafeicultores, em Guaxupé, a Cooxupé, para o Paraná. Em Carambeí, a comitiva de 33 pessoas visitou o Parque Histórico e na oportunidade eles puderam conhecer a história da colonização holandesa na região e sua influência sobre a implantação e o desenvolvimento do cooperativismo paranaense.

Na Frísia os mineiros puderam conhecer o processo produtivo e o relacionamento entre o cooperado e a cooperativa. Através do diálogo com o Diretor Presidente da Frísia, Renato Greidanus, da fala do Gerente de Negócios Pecuários, Ricardo Cogo, das equipes do Setor Agrícola Tiago Ávila, Coordenador Assistência Técnica, e o Gerente de Negócios Agrícolas Marcelo Cortes Cavazotti, e da Unium, através da Coordenadora Tais Roos, a comitiva teve a oportunidade de ter uma visão global da história, dos processos e boas práticas da cooperativa. Conhecer o modelo de aliança estratégica de intercooperação entre a Frísia, Castrolanda e Capal já era um dos focos dos cooperados e foi esse o tema que mais despertou o interesse da Cooxupé e estabelecer laços mais próximos de aprendizado com a Frísia.

A busca por essa vivência e conhecimento faz parte das atividades extracurriculares do curso de MBA em Gestão Cooperativista da FEA -USP, do qual os cooperados da Cooxupé fazem parte. Uma ação de desenvolvimento humano promovida entre a parceria da cooperativa mineira, o Sistema OCEMG e a FEA-USP.

De Carambeí a comitiva seguiu para Castro, onde visitou a Castrolanda e os mineiros visitaram também a C.Vale, em Polatina e Cocamar, em Maringá.