Com mais de 100 mil hectares plantados pelos cooperados Frísia, Castrolanda e Capal, o trigo foi o protagonista do 3º Show Tecnológico de Inverno, realizado ontem, dia 25, pela Fundação ABC, no Campo Demonstrativo e Experimental de Ponta Grossa. Cerca de 300 pessoas fizeram parte do evento, que também conta com o apoio da Sementes Batavo.

Na edição deste ano seis estações de campo trataram sobre “Solos e Nutrição de Plantas”, “Entemologia”, “Fitopatologia”, “Fitotecnia”, “Forragens & Grãos” e “Herbologia”.

Além de trigo, presente em quatro estações, houve uma para aveia e outra para cevada, esta última presente nos Campos Gerais em cerca de oito mil hectares dos cooperados.

A palestra de abertura, sobre “Micotoxinas na cadeia do trigo”, foi ministrada pelo Doutor Carlos Augusto Mallmann, da Universidade Federal de Santa Maria (RS). “Todos os grãos das culturas de inverno carregam um fungo, que não faz mal aos seres humanos ou animais que ingerem. Mas se este fungo for estressado, ele libera uma toxina que pode, sim, causar problemas” explica o gerente técnico de Pesquisa e Desenvolvimento da Fundação ABC, Luiz Henrique Penckowski, lembrando que o evento também traz conhecimentos sobre o controle da micotoxina e como mapeá-la, por exemplo.

No evento também foram tratados temas como o manejo dos grãos, novas variedades do trigo, entre outros aspectos da cadeia.