O grupo de 20 cooperados visitou a URN (Unidade de Recria de Novilha) com o objetivo de observar o comportamento dos animais que estão no sistema de engorda do projeto da cooperativa.

Na sequência, tiveram a oportunidade de conhecer a Fazenda Dirk para estudo do Pré-Secado de Ervilha. O processo ainda pouco conhecido entre os produtores é uma interessante metodologia para região. O zootecnista Fernando Solano explica as vantagens: “O Pré-Secado de Ervilha Forrageira permite que o produtor plante em janeiro, logo após o milho silagem, fazendo o cooperado ganhar tempo. A qualidade do material também é um ponto forte, sendo superior na maioria das vezes quando comparado a um pré-secado de aveia precoce, por exemplo. Outro ponto positivo desta cultura, é a possibilidade do produtor de leite fazer rotação de cultura em sua terra, ou seja, plantar uma leguminosa que tem a capacidade de fixar nitrogênio no solo naturalmente. Todos esses benefícios, sem aumentar o custo, já que o custo é igual ao pré-secado de aveia convencional”.

Após as visitas, palestras técnicas abordaram diferentes temas como: o Projeto da Cooperativa de Engorda de Boi Holandês, com a Mayuri Santos, Auxiliar Técnico da Pecuária de Leite, a Produção de Pré-Secado de Ervilha, com Fernando Solano Baptista, Zootecnista da Pecuária de Leite, e a Importância do Período de Transição, com Letícia Casarin e Vanessa Carvalho da empresa Phibro.