Cooperjovem Frísia desafia as habilidades dos estudantes para além da escola

cooperjovem

Com mais de duas décadas de existência, o Cooperjovem impulsiona os estudantes a pensarem de forma diferente, despertando habilidades organizacionais, cooperativistas, de gestão e de empreendedorismo. No dia 22 de abril acontece a primeira aula da edição deste ano, com uma metodologia diferente, acrescida do Cooperjogo. O Cooperjovem é implementado pela Frísia em todos os municípios onde a cooperativa está presente no estado do Paraná, e este ano chega também no Tocantins. Ele conta com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop), das secretarias de Educação e das escolas.

Luciano Tonon, coordenador de Cooperativismo da Frísia Cooperativa Agroindustrial, explica que a ação acontecerá nos municípios de Paraíso, Dois Irmãos e Palmas (Tocantins) e Ponta Grossa, Tibagi, Teixeira Soares, Imbituva e Carambeí (Paraná). Em Carambeí, onde fica a sede da Frísia, o Cooperjovem acontecerá pela primeira vez na Escola Evangélica, que já contou com a preparação dos professores, pedagogos e direção. 

“A metodologia é regulamentada pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O professor recebe uma cartilha para trabalhar os quatro eixos temáticos do Cooperjovem, que é educação cooperativista, educação empreendedora, educação financeira e educação ambiental. Esses eixos despertam lideranças e fomentam a cultura empreendedora”, destaca Tonon.

A diretora da Escola Evangélica de Carambeí, Francine Guilherme de Souza, agradeceu a oportunidade da unidade participar do programa, reforçando que estão ansiosos para começar. “Temos a visão de que os alunos precisam ser preparados para fora do muro da escola, e o Cooperjovem vem ao encontro disso, de transformá-los em pessoas participativas, cooperativas e que saibam trabalhar com o diferente. Pessoas que queiram vencer desafios e obstáculos propostos”.

Cooperjogo

Para colocar em prática a aprendizagem obtida no Cooperjovem, foi desenvolvido o Cooperjogo, uma jornada de educação que envolve os quatro eixos e visa solucionar desafios e desenvolver habilidades e competências. 

O Cooperjogo conta com cinco fases que envolvem: preparação, exploração, sonho, concretização e comemoração.

Mestre em Educação, Rejane Novello é instrutora do Cooperjovem Nacional e explica que os professores receberam 24 horas de habilitação com a nova metodologia. “Nossa expectativa é que até o fim do ano tenhamos esse sonho coletivo concretizado para que consigamos trazer transformações da realidade”.

O Cooperjovem 2022 será concluído em outubro. Na Frísia, foi iniciado em 2009, tendo o município de Carambeí como piloto, envolvendo mais de 12 mil alunos e 500 professores. O programa leva os valores e princípios do cooperativismo para a vida das pessoas, exercendo o sétimo princípio do cooperativismo –  interesse pela comunidade. Além das competências da BNCC, o Cooperjovem está alinhado aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, da Organização das Nações Unidas.

Fonte: Assessoria Frísia

COMPARTILHE ESTE ARTIGO

Categorias

LOJAS FRÍSIA

Confira as ofertas das Lojas Agropecuárias Frísia! Faça o download do tabloide e aproveite os descontos especiais.

PRÓXIMO EVENTO FRÍSIA