O Cooperjovem, programa de ensino sobre o cooperativismo a estudantes de educação regular, promovido pela Frísia, realizou uma live com mais de 140 professores. Essa é a primeira vez que o programa realiza a ação, totalmente on-line, em 11 anos de existência.

O ciclo de palestras virtual, que ocorreu devido ao período pandêmico de Covid-19, aconteceu em duas etapas, sendo a primeira delas a palestra “Gestão das Emoções”, feita pela Iza Treinamentos e, em seguida, uma apresentação do grupo Espaço Sou Arte. Os professores participantes são dos municípios de Teixeira Soares, Carambeí, Tibagi e Ponta Grossa.

“Nos preocupamos muito com os aspectos emocionais de todos os professores durante a pandemia. O cooperativismo nunca foi tão necessário como agora, com um resgate comportamental e a necessidade do equilíbrio, numa oportunidade de oferecer um mundo mais justo e solidário”, destacou no evento o responsável pelas Relações Sociais e Cooperativismo da Frísia, Luciano Tonon.

A diretora administrativa Izabel Francelina Bento e a diretora pedagógica Maria Inês Bento, ambas da Iza Treinamentos, iniciaram o ciclo de palestras. “Percebemos que realmente estamos num momento delicado e de fragilidade de diversos profissionais e, no caso dos professores, ainda pesa a missão de se reinventar de um dia para o outro. Nesse sentido, estão muito abertos a conversar, debater e usufruir de bons conteúdos que venham aliviar ou até recarregá-los de boas energias e informação necessária para enfrentar o trabalho remoto”, explicou Izabel Bento. “A parceria com a Frísia e o Sescoop foi de suma importância para proporcionar bons momentos e formação, mesmo que à distância”, concluiu.

Na hora seguinte, a companhia de circo, teatro e dança Espaço Sou Arte realizou apresentações virtuais, envolvendo um amplo trabalho sociocultural de excelência. O grupo tem experiência com crianças e adolescentes em vulnerabilidade social, sendo base para a formação dos artistas que atuam no elenco profissional. Atualmente, o espaço atende aproximadamente 60 crianças e adolescentes em projetos sociais com aulas de circo, teatro, dança e atendimentos psicoterapêuticos.

Os eventos do Cooperjovem vão até o fim de novembro, mantendo a agenda apesar da pandemia. A próxima ação será no dia 10 de setembro para tratar sobre os princípios e valores do cooperativismo em projetos.